Viagens em Grupo, Culturais e de Autor | Agência de Viagens Pinto Lopes - Lisboa e Porto, Portugal

Cracha-Vencedor-2015

VIAGEM EM QUE FOI TIRADA

Namíbia, 27 de Março a 10 de Abril de 2018

AUTOR

Manuel Pereira Cardoso

PRÉMIO

“Europa Central”

Oferta válida para 1 pessoa, numa das datas à escolha no nosso catálogo 2019.

“Uma descoberta feliz por parte do autor da foto ─ a do efeito da luz nas irregularidades da crista da duna na rectaguarda (pegadas dos viajantes que subiram por ali?) ─ dá o toque mágico a esta imagem que teria certamente agradado a Caravaggio. O aspecto assombrado, alienígena, do terreno é a cereja no topo do bolo para garantir a esta fotografia o primeiro prémio.” – Gonçalo Cadilhe

Cracha-Mencao-Honrosa-2015

VIAGEM EM QUE FOI TIRADA

O melhor da Suíça e Tirol, 17 a 23 de Setembro de 2018

AUTOR

José Carlos Santos Magalhães Pereira

PRÉMIO

“País Basco e Museu Guggenheim”

Oferta válida para 1 pessoa, numa das datas à escolha no nosso catálogo 2019.

 

“A célebre montanha alpina do Matterhorn que ainda hoje representa um dos desafios mais intimidantes dos escaladores surge ameaçadora no fundo. A luz da casa na berma de uma estrada atenua esse desconforto. Tecnicamente muito bem conseguida e com a composição ideal para acentuar este contraste entre o território inóspito da alta montanha e a sensação reconfortante de que uma estrada existe para nos levar dali para fora.”- Gonçalo Cadilhe

Cracha-Premio-Digital-2015

VIAGEM EM QUE FOI TIRADA

Marrocos – Circuito dos 1000 Kasbahs, 9 a 14 de Junho de 2018

AUTOR

Diogo Manuel Tenório Martins

PRÉMIO

“Pedra ante Pedra”

Oferta válida para 1 pessoa, numa das datas à escolha no nosso catálogo 2019.

“A homogeneidade na exposição deve-se certamente às maravilhas do digital. No tempo dos rolos de slides seria quase impossível conseguir que esta imagem não estivesse desequilibrada pelas dominantes da luz artificial. Fora isto, é uma imagem extraordinária que conjuga duas vertentes opostas: o exotismo e a familiaridade. Exotismo na banca e nos produtos que vende, proximidade na ternura que se adivinha entre o pai e o filho, e que é um valor universal. Por fim, a posição dos dois humanos dentro da banca causa perplexidade e um sorriso humorado no espectador.”- Gonçalo Cadilhe